Trearn | Temos 12 anos para evitar total desastre climático

Temos 12 anos para evitar total desastre climático


Reunião de cientistas e pesquisadores do Painel Intergovernamental das Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) que aconteceu entre os dias 1 e 5 de outubro na Coreia do Sul trouxeram um prazo bastante apertado para que a humanidade reduza drasticamente a emissão de CO2. De acordo com o relatório divulgado no evento, o planeta já está 1°C mais quente que os níveis pré-industriais. O Acordo de Paris, que rege a redução da emissão do CO2 a partir de 2020, estipulou como meta que a temperatura média global não passe dos 2°C. Mas os cientistas presentes no evento alertam que a temperatura não deveria superar os 1,5°C. Eles mostram o motivo: um aumento de 2°C significa um risco muito grande para corais, para o ártico e para pequenos pescadores, e um risco moderado para o turismo e mangues. Já 1,5°C representa um risco um pouco mais moderado para esses sistemas. 1,5°C é melhor que 2°C “Limitar o aquecimento a 1,5°C traz mais benefícios do que quando comparamos com 2°C. Isso realmente reduz os impactos da mudança climática de forma muito importante”, explica Jim Skea, um dos co-presidentes do IPCC à BBC. O problema é que segundo os cálculos dos pesquisadores, devemos alcançar um aumento de 1,5°C daqui a 12 anos, em 2030. A única forma de evitar um aumento acima desta temperatura neste ano será cortando em 45% as emissões de CO2 mundiais. Mas para manter a temperatura estacionada, será necessário cortar 100% das emissões até 2050. O que podemos fazer? Isso significa uma revolução nas formas de transporte, indústria, alimentação e gerenciamento de terras no mundo todo. O relatório aponta que mudanças significativas devem acontecer em quatro áreas: energia, uso de energia, cidades e indústria.




185 | 2018-10-09 | World | Brazil | Click for source

Write by topmaster